Curitiba.PR

Casa Elache

Localizado num bairro residencial de Curitiba, com construções térreas e uma vasta área arborizada, o projeto é um anexo de uma casa e serve como área de lazer e apoio a uma piscina coberta.

O projeto intenciona enriquecer o conjunto arquitetônico através de um novo volume que esteticamente expressa seu caráter residencial de uma forma contemporânea sem deixar de criar um diálogo com a construção existente.

No programa solicitado pelos clientes a acessibilidade sempre esteve no topo da lista de requisitos e todos os espaços, dimensionamentos, circulações e materiais foram pensados para atender todos os tipos de necessidades especiais.

O anexo consiste num volume retangular de 18 metros de comprimento por 8 metros de largura, executado em concreto aparente (com formas de madeira ripada) e vidro (esquadrias de alumínio com vidro duplo) conformando um conjunto arquitetônico contemporâneo e atemporal, robusto na durabilidade mas leve nas linhas compositivas.

Sala de estar, jantar e gourmeterie estão integradas para abrigar as atividades sociais. As amplas portas de correr de vidro se abrem completamente permitindo livre acesso para o

exterior, duplicando a área de convívio. A piscina, o jardim e os diversos terraços adjacentes fornecem múltiplos usos e ocupações para diversas atividades. Seus ocupantes podem flanar entre os espaços à medida que o sol e a luz se movem até o entardecer.

Na face norte da residência um terraço é coberto por uma ampla marquise de concreto com uma grande abertura para emoldurar a lua. Neste ambiente a mesa de centro pode se transformar numa lareira para aquecer todos ao redor do fogo sob à luz do luar.

Seguindo alguns princípios de sustentabilidade, o projeto de esquadrias recebeu “bandeiras” (aberturas máximo-ar acima das portas de correr) que permitem a ventilação cruzada ao longo do dia resfriando a edificação. O revestimento do piso é um composto de quartzo e mármore, que alia sustentabilidade à praticidade e resistência que o local exige. Toda a iluminação do projeto foi executada em lâmpadas LED de baixo consumo e alta durabilidade.     Duas grandes réguas em formato de “L” – projeto do arquiteto Jorge Elmor (executadas pela Design Selo) – emanam uma suave luz difusa sobre o teto de beton, valorizando a textura e volumetria da cobertura.

Por dentro o concreto dos fechamentos verticais cede espaço para grandes painéis de madeira (nogueira italiana) – um material de baixo impacto ambiental que além de seus atributos estéticos afere temperatura e acolhimento para seus usuários. Estes painéis, atrás da generosa bancada de Caeser Stone (com 4,5m de comprimento) na gourmetrie, escondem os armários e a churrasqueira. O mesmo recurso foi utilizado na sala de estar, onde a nogueira italiana reveste o home theater e camufla a porta do lavabo.

Propositalmente não foi criada uma entrada formal para o espaço gourmet. A possibilidade de acessar o interior por qualquer uma das portas de correr envidraçadas, situadas no perímetro de toda a edificação, reforça a permeabilidade física e visual da edificação, eliminado qualquer barreira entre a casa principal, o anexo e os jardins circundantes. Esta concepção permite criar vários níveis de privacidade, oferecendo a possibilidade de isolamento ou convívio social.